Comportamento Desenvolvimento Educação Fases

Já ouviu falar na crise de ambivalência do bebê?

crise de ambivalência do bebê

Acredite, a crise de ambivalência é mais um problema dos bebês pequenos. O primeiro ano de vida costuma ser cheio de crises, mas elas não significam necessariamente coisas ruins. Na verdade, são períodos de mudanças súbitas – tanto de comportamento quanto físicas, devido ao crescimento. Ou seja, os percalços fazem parte do caminho e podem ser sinal de saúde!

Quando o bebê completa um ano, começamos a respirar aliviadas achando que aquelas crises de desenvolvimento finalmente acabaram e se tornaram página virada. Mas isso pode ser um engano.

Logo que o bebê completa um ano de vida ou quando começa a dar os primeiros passos, acontece uma mudança de comportamento:

  • Bebê fica mais agitado
  • Pode aumentar o apetite ou diminuir bruscamente
  • Começa a despertar de noite
  • Pode ficar mais irritado

Chamamos esses sintomas de crise de ambivalência, quando o bebê quer ser independente, mas ainda necessita precisa dos cuidados de um adulto.

Essa crise do primeiro ano de vida coincide com a independência que os bebês conquistam engatinhando ou andando. Eles percebem que podem descobrir o mundo por si – e a ambivalência está justamente em ainda precisarem do colo dos pais.

Mas, então, o que fazer nesse momento?  

Como lidar com a crise da ambivalência

Cada mamãe, papai ou cuidador conhece a melhor forma de lidar com seu bebê: não existe uma receita que valha para todas as crianças. Mas, como nas outras crises, é importante ter muita paciência e demonstrar ao bebê que o colinho está disponível caso ele peça. Dê mais atenção, afeto, segurança e mostre outras formas de se relacionar além do colo.

Algumas dicas que ajudam a superar o momento:

  • Estimule o bebê a se sentir seguro descobrindo locais novos ou dando passinhos por maiores distâncias.
  • Tenha mais paciência e atenda o bebê seja no colo ou no peito, isso ajuda a criança entender que há um vínculo de confiança.
  • Incentive a autonomia e independência.
  • E, como tudo na vida, essa fase também passará. Por isso, aproveite todos os momentos do seu bebê

Um beijo aqui de casa,

Nat.

Você também pode gostar destes posts

Read More