Aqui em casa os avós são muito importantes, eles fazem parte da nossa vida cotidiana e são nossa maior rede de apoio. Mas, essa relação foi sendo ajustada para benefício de ambas as partes. Foi necessário conversar e combinar para essa relação se tornar tão boa como é hoje.

Me lembro como se fosse ontem dos dias com a minha Vovó, no quintal brincando, das comidinhas que só ela sabia fazer e principalmente do colo macio e acolhedor. É um amor que faz parte de quem sou.

Os avós são importantes para os netos e para a família

Quem não se lembra com carinho dos seus avós? Eles são sinônimos de ternura, acolhimento e mimo. São eles que já passaram pela educação dos filhos e que agora podem desfrutar da alegria de amar sem pressa, de ter todo o tempo do mundo para brincar e conversar com os netos. O tempo e a experiência são aliados dos avós que ganham nova confiança, se sentem úteis e ganham novo valor dentro do círculo familiar.

Não há um modelo a ser seguido, pois a participação tão efetiva dos avós na vida dos filhos e dos netos é recente e todos nós estamos aprendendo qual melhor forma de lidar com os conflitos e de planejar a educação das crianças.

Até onde os avós podem ir na educação dos netos?

Isso depende do contexto de cada família. O segredo para dar certo essa relação, é cada pessoa entender o seu papel na criação das crianças. Os avós são apoio aos filhos e mesmo quando houver opiniões diferentes, a vontade dos pais é que deve prevalecer.

Ou seja, é necessário conversar e acertar detalhes para benefício das crianças. Por exemplo, na casa dos avós a qualquer horário a criança pode comer o que desejar (guloseimas) e na hora que desejar. É algo que precisa ser combinado sobre quais alimentos oferecer e se terá horário ou não. Pois podeprejudicar a saúde da criança, visto que atrapalha a qualidade da alimentação e suas refeições.

Ou na casa dos pais a criança dorme muito tarde e não possui rotina, diferente da casa dos avós. Uma ótima oportunidade para os avós auxiliarem os filhos a organizar a rotina e perceber os benefícios para a família e a criança.

Na casa dos avós vale qual regra?

Dentro da casa dos avós vale a regra dos avós. Mas, essas regras não podem ultrapassar os limites da educação delineada pelos pais. Além disso, é importante refletir sobre hábitos a serem criados e resultados a longo prazo da prática de cada casa.

Os avós não estão de acordo  com a forma como os filhos criam as crianças. Mas, ficam com elas diariamente. O que fazer?

Se mesmo depois de tentarem combinados e conversarem, filhos e avós não se entenderem, o melhor é que os pais procurem uma escola, babá ou outra rede de apoio. É importante respeitar os limites de cada um e evitar maiores conflitos. Importante que a criança possa se relacionar com os avós de forma saudável e prazerosa. E nessa circunstância o ideal que os avós possam ter uma relação mais leve e sem a obrigação da educação cotidiana.

Além disso, muitos avós se veem obrigados a aceitar a criação dos netos sendo privados de dar continuidade aos seus projetos. É importante que haja a disponibilidade e vontade dos avós em ser rede de apoio.

Qual importância dos avós na vida das crianças e da família?

Os avós são puro carinho e paciência, eles possuem a experiência de quem já educou  e um amor incondicional. A participação dos avós na vida dos netos é benéfica para ambas às partes.

Os netos mantêm os avós ativos e participativos no núcleo familiar, muitas vezes como papel principal de sustentação dos costumes familiares e hábitos. Com os avós as crianças aprendem a respeitar o tempo, as diferenças e a cuidar dos mais velhos, aprender a dar valor a outras gerações. Com os netos os avós revivem memórias, renovam-se e se tornam mais ativos, pois precisam levantar, abaixar, correr e se manter em atenção na presença da criança.

Com os avós as crianças experimentam o mundo, e percebem que o universo fora de casa é muito bom, ampliando as relações para além do pai e da mãe. Os avós oferecem às crianças uma relação leve, repleto de confiança e amor. Várias pesquisas apontam que a presença dos avós favorece a autoconfiança e o desenvolvimento emocional saudável.

A presença dos avós é essencial para que as crianças, pais e família.  Se pensarmos que todos trabalham para o bem estar e educação da criança, todos os envolvidos encontrarão um caminho comum para seguir e construir um relacionamento saudável com base no respeito e confiança.

Eu tenho lindas memórias com a minha Vó e tenho certeza que a Clarice está construindo uma linda história com os avós.

Aqui em casa é assim. E na sua? Como é a relação com os avós?

Beijo aqui de casa,

Nat

 

Você também pode gostar destes posts

Read More