Quando estamos na nossa primeira viagem como mães, ficamos totalmente em dúvida se estamos fazendo certo isso ou aquilo. Nos questionamos se é melhor dar banho de manhã ou à noite, se o tempo de mamada está correto, se no intervalo das mamadas o bebê deve dormir ou ficar acordado, se trocamos a fralda a cada hora ou quando estiver cheia. São tantas dúvidas que recorremos a manuais vendidos com a propaganda de nos salvar dessa loucura que são os primeiros meses do bebê e dessa rotina exaustiva.

Ao procurar por livros sobre maternidade sempre encontramos a indicação do livro da Melinda Blau e Tracy Hoog, “A encantadora de bebês”, que possui 2 volumes. O azul (Os segredos de uma encantadora de bebês) e o rosa ( A encantadora de bebês resolve todos os seus problemas). Quando engravidei queria estar preparada para a maternidade  e acabei comprando esse manual que promete verdadeiro milagre em nossa vida, ao começar a leitura me apaixonei e este livro se tornou minha bíblia, qualquer dúvida eu sempre recorria a ele sobre como fazer. Era um manual perfeito para mim, mãe de primeira viagem. O livro resolvia desde problemas básicos até a organização da rotina com o bebê. Ensinando inclusive como fazer o bebê dormir a noite toda e como fazer o desfralde.

Eu sempre tive contato com criança como professora, mas era totalmente sem noção do que fazer com o bebê em casa o dia inteiro. E o que fazer quando começar a chorar? Como colocar pra dormir? Como estruturar a nova vida da família? E a pergunta de ouro: Como fazer dormir à noite toda?

A bruxa dos bebês

Li, fiz anotações e estava resolvida em como seria o dia a dia  com a Clarice. Perfeito. Até o bebê nascer e tudo virar de cabeça para baixo.

Sim, há relatos de mães que adotaram as técnicas e deram super certo, que bom! Mas, há muitas outras mães que sentem ter um bebê “difícil”, pois não conseguiram aplicar nada do livro.

Se você deseja ler este livro, uma dica importante: reflita sobre o que deseja para vocês. O mais importante é o bem estar seu e do bebê. O respeito ao ritmo natural de desenvolvimento e atender as necessidades de carinho, nutrição e segurança do recém-nascido.

Outro ponto importante, não siga ao pé da letra o que se diz no livro. Pois, ele é um manual universal para bebês, a autora diz que as técnicas são aplicáveis a todos os 4 tipos de bebês. E isso não é verdade, cada pessoa é única e possui sua individualidade e não apenas 4 tipos gerais de personalidade.

Como regras de comportamento iriam valer para todas? Não é?!

Manuais sobre maternidade atrapalham a amamentação

Se você deseja amamentar em livre demanda o livro acabará atrapalhando nesse processo, pois a técnica de rotina ensinada recomenda amamentação em horários estipulados. E a sua produção de leite será regulada conforme as mamadas, para produzir mais leite o bebê precisa mamar mais vezes. Além disso, vai contra a ideia de alimentação saudável, bem estar do bebê, respeito  ao desenvolvimento do recém-nascido e suas necessidades.

Outro ponto ruim é que acabamos colocando uma expectativa de como deve ser o dia a dia com o bebê e quando não conseguimos alcançar nos frustramos, achando que somos péssimas mães, sem capacidade de implantar rotina com os filhos.

Sim, o livro ajuda em alguns aspectos que para mim são tão poucos que não vale a pena a leitura. Com certeza, o livro me colocou num padrão de “TENHO que fazer assim” que atrapalhou observar a necessidade real da Clarice. Ao colocar horários para mamar, dormir, brincar fiquei engessada, esperando dar a hora para interagir com o bebê e não observando sua necessidade de colo e muitas vezes de somente “chupetear”.

Sim, já falei em outros posts aqui no blog que amamentação não é apenas nutrição , leia mais sobre isso aqui.

Eu tentei implantar a rotina EASY (alimentação, atividade, sono, tempo para você) e não deu certo. Mas, me ensinou sobre o ciclo dos bebês. Os recém-nascidos tem ciclos de atividades durante todo o dia e noite, e conforme vão crescendo esses ciclos vão se ampliando até chegar em nosso ciclo de despertar, alimentação e sono.

O ciclo do bebê consiste em acordar, mamar, ficar acordado por alguns minutos e logo dormir novamente. Logo esse ciclo se repetirá e você conseguirá dentro do ritmo do seu bebê e organizar a rotina. Logo após me sentir presa numa rotina estipulada por uma pessoa que não conhecia a minha realidade, eu, a bruxa dos bebês, parei de seguir dicas de manuais e resolvi observar a pessoa que mais interessava nesse processo, a Clarice. Então, a maternidade ficou mais leve, a Clari mais feliz e eu a vontade para ser eu mesma.

Você não precisa ler o livro para isso, basta observar seu bebê. Entender os sinais que ele envia de fome, desconforto e sono e tudo se encaixará tranquilamente. Um bebê recém-nascido exige uma demanda de atenção enorme e isso é normal. O anormal é querermos que um bebê de 3 meses aprenda a dormir sozinho a noite toda. Algumas e raras crianças podem até conseguir, mas essa não é a realidade da maioria. Bebês precisam se alimentar várias vezes, necessitam de conforto e querem aconchego.

Se existe um manual universal para os bebês é de que todos precisam de muita atenção, e aos poucos conforme o ritmo de desenvolvimento a rotina vai se colocando. O primordial é sempre o bem estar. Se existe uma regra que ajuda toda mãe, é ter paciência, amor e empatia com seu bebê, e o restante vocês conseguirão se ajustar.

Antes de pensarmos se estamos fazendo tudo “direito” precisamos pensar se o bebê está  se desenvolvendo de forma saudável, se estamos conseguindo atender suas necessidades de afeto, alimentação e segurança. Se essas necessidades forem atendidas, ai sim! Você está fazendo tudo direito.

Um beijo do pessoal aqui de casa,

Nat

Você também pode gostar destes posts

Read More