pais precisam de educação

Basta ser pai e mãe para educar? Não, é preciso também se tornar aprendiz para formar crianças. O essencial para educar filhos com certeza é cultivar o amor, mas somente o amor não basta. Para ser um adulto capaz de viver plenamente e de educar outro ser humano – superando desafios, dialogando, construindo e preservando relacionamentos saudáveis – são necessários outros fatores.

Diante de tantas mudanças de paradigmas é normal que os pais estejam perdidos pensando como devem educar e preparar as crianças para a vida adulta. Por isso, pergunto a você: sabe qual caminho trilhar para a educação dos seus filhos? Qual adulto deseja que seu filho seja? Você está sendo este adulto que sonha para seu filho?

Educar filhos dá trabalho – e muito trabalho. Exige de nós diariamente, durante 24 horas. O que acontece é que, ao observar as crianças, podemos ver uma tendência à permissividade e muitas vezes à negligência dos pais. Usa-se a palavra amor para justificar falta de limites. Mas o amor por nossos filhos não pode permitir tudo. É necessário, justamente por amor, dar a eles limites.

Os pais são as principais referências para formação e, independente da personalidade da criança, é importante que sigam alguns princípios: limites, cuidados, autonomia, afeto e educação. Digo independente da personalidade, pois isso nunca irá mudar. As crianças são o que são e o que está ao nosso alcance é ensinar ética e virtude para respeitarem seu espaço e o espaço dos outros. O hábito irá ensinar as crianças a se colocarem no mundo da melhor forma.

Quais hábitos você tem ensinado ao seu filho?

 

Precisamos nos educarmos para educar crianças. Isso é tão verdadeiro quanto o fato de que elas irão reproduzir fora de casa tudo aquilo que assimilarem dentro de seus lares.

Se em casa gritam para conseguir algo, gritarão com as pessoas para ter aquilo que querem. Se em casa não conseguem entender a hierarquia, não respeitarão limites. Se aprendem a ser mimadas, serão adultos difíceis, contribuindo para uma sociedade ainda mais doente.

A tarefa principal dos pais é ter paciência. É necessário insistir, repetir e fazer isso muitas vezes. Ser persistente nos ensinamentos é a nossa missão. Precisamos assumir a responsabilidade de educação dos nossos filhos e não empurrar para a sociedade ou para a escola essa obrigação.

Nossos filhos estão a todo o momento registrando não só aquilo que falamos, mas a forma como agimos, reagimos e lidamos com as situações. Ou seja, estamos educando mesmo quando estamos pedindo um pão na padaria. Nossos filhos absorvem tudo a sua volta, mesmo quando ainda não são capazes de compreender, e fazem disso um repertório do que compreendem de nós e do mundo.

A memória que seu filho está construindo de você é coerente? Educar a nós mesmos, rever quem somos e como nos colocamos no mundo é essencial para definir a educação que damos aos nossos filhos!

Boas práticas parentais

  • Permita que seus filhos sejam prioridade em sua vida
  • Dê limites e ensine regras sem agressão física, verbal ou emocional
  • Coloque disciplina por meio do diálogo
  • Esteja presente e se conecte emocionalmente
  • Demonstre preocupação genuína com a vida do seu filho
  • Conte sobre você  e se permita mostrar vulnerável
  • Esteja atento aos sinais das crianças
  • Seja respeitoso
  • Encoraje seu filho a superar desafios
  • Dê exemplos de honestidade, ética, empatia e cordialidade

Importante que os pais lembrem que são a referência da casa e que devem tomar a responsabilidade pelos limites, regras e rotina. Pense, leia e estude  qual o melhor caminho para educar seus filhos e tenha confiança das suas ações.

Pratique diariamente. Educar é uma tarefa que nunca termina!

Um grande beijo daqui de casa,

Natalie.

Você também pode gostar destes posts

Read More